Riot Games cancela parceria com empresa saudita após repercussão negativa

No mesmo dia em que anunciou parceria com a NEOM, da Arábia Saudita, a Riot Games em seu núcleo europeu voltou atrás na decisão após forte descontentamento da comunidade global.

O NEOM é um projeto de cidade transnacional, que seria situada na fronteira noroeste da Arábia Saudita, próximo a Jordânia, Israel e Egito. A reação foi praticamente instantânea, já que a posição política da Arábia Saudita é declaradamente homofóbica, religiosamente intolerante e machista. O país possui histórico de perseguição a indivíduos LGBTQIA+ e também a xiitas, além de não permitirem a construção de igrejas ou sinagogas.

A LEC postou um comunicado assinado por Alberto Guerrero, Diretor de Esports da região. Segue, em tradução livre:

Como empresa e liga, sabemos que é importante reconhecer que cometemos erros e trabalhar rapidamente para consertá-los. Após refletirmos, ao mesmo tempo que mantemos o comprometimento com todos os fãs ao redor do mundo e incluíndo aqueles vivendo na Arábia Saudita e Oriente Médio, a LEC anuncia o final de sua parceria com a NEOM, com efeito imediato. Em um esforço para expandir o nosso ecossistema de esports, tomamos uma decisão muito rápido para cementar a parceria, e causamos rachaduras na mesma comunidade que queremos tanto fomentar. Deixamos a desejar em nossas próprias expectativas neste caso, e nos comprometemos a reexaminar nossa estrutura interna para que isso não volte a ocorrer.


Confira a nota na íntegra (em inglês).

Fonte: Theenemy

Comentários

30 Jul, 2020 - 17:42

454 Views

Comentários