Blizzard bane mais três jogadores de Hearthstone por manifestação pró-Hong Kong

Equipe da American University foi banida do cenário competitivo do jogo pelo período de seis meses

Uma semana após a decisão de banir o jogador profissional Chung "Blitzchung" Ng Wai de torneios de Hearthstone por conta de uma manifestação pró-Hong Kong, a Blizzard suspendeu outros três jogadores do circuito universitário do jogo por conta de um protesto político.

Segundo a VICE Games, Casey Chambers, Corwin Dark e um terceiro jogador, conhecido como TJammer, todos integrantes do time da American University, foram banidos após mostrarem uma placa com os dizeres "libertem Hong Kong, boicotem a Blizz" durante uma transmissão ao vivo.

Em uma postagem no Twitter, Casey Chambers divulgou a mensagem da Blizzard recebida pelo time dias após o protesto. Veja abaixo:





Na mensagem, a empresa apontou que time havia violado uma das regras oficiais da companhia, que impede jogadores de performarem qualquer ato que possa ser considerado "abusivo, insultuoso, zombador ou perturbador". Por conta disso, toda a equipe foi banida pelo período de seis meses.

Desde a suspensão de Blitzchung do cenário competitivo de Hearthstone, a Blizzard tem enfrentado pesadas críticas de sua comunidade, que acusa a empresa de ceder a pressões do governo chinês. Grupos pró-Hong Kong já revelaram, inclusive, que planejam trazer seus protestos para a BlizzCon 2019.

Por conta da polêmica, J. Allen Brack, presidente da Blizzard Entertainment, emitiu uma nota em que afirma que as "visões específicas expressas por Blitzchung não foram um "fator na decisão que tomamos".

"Quero deixar claro: nossos relacionamentos na China não influenciaram nossa decisão", afirmou Brack.

Fonte: Theenemy

Comentários

18 Out, 2019 - 19:16

415 Views

Comentários