As séries mais polêmicas da história da Netflix

Desde o lançamento de House of Cards, a Netflix investiu bilhões de dólares na produção de inúmeras séries originais. Os resultados foram melhores do que a encomenda, e a plataforma conseguiu se manter no topo do mercado dos serviços de streaming.

Com produções para todos os gostos, o catálogo da plataforma traz algumas das séries mais chocantes da atualidade, repletas de cenas de tirar o fôlego e dar nós no estômago.

Entre dramas violentos, comédias obscuras e bizarras histórias reais; confira abaixo as séries mais chocantes da Netflix!

Hemlock Grove

Imagem

Hemlock Grove foi uma das primeiras produções originais da Netflix. A série de terror contou com 3 temporadas, lançadas entre 2013 e 2015. Com um elenco talentoso encabeçado por Famke Janssen (X-Men) e Bill Skarsgård (It: A Coisa), Hemlock Grove conta a história de uma cidade pequena repleta de segredos, onde nada é o que parece. A série é uma das poucas a retratar lobisomens de maneira assustadora e séria, e conta com cenas bizarras de transformação das criaturas.

Narcos

Imagem

Narcos é chocante pois mostra o quão poderosas são as organizações criminosas, e como em certas ocasiões, até governos podem ser subjugados pela ação dos cartéis. As primeiras temporadas de Narcos contam a história real da ascensão e queda de Pablo Escobar e o Cartel de Medelim. Com uma interpretação soberba de Wagner Moura no papel do "Patrão", a série se tornou uma das mais bem sucedidas da Netflix na América Latina. Narcos conta com uma boa dose de violência, que pode impressionar os mais sensíveis. A série também tratou dos feitos do Cartel de Cali, e ganhou um derivado ambientado no México.

Mindhunter

Imagem

Para quem gosta de sentir medo dos monstros da vida real, Mindhunter é a série perfeita. A produção de David Fincher e Charlize Theron acompanha a criação da unidade de psicologia comportamental do FBI, que criou perfis mentais detalhados de alguns dos serial killers e criminosos mais famosos da história dos Estados Unidos. Baseada em fatos reais, a série foi muito elogiada pelo talento de seu elenco, principalmente dos intérpretes dos assassinos. Entre os serial killers apresentados na série estão Charles Manson, Ed Kemper e David Berkowitz, o "Filho de Sam".

Altered Carbon

Imagem

Para quem gosta de ficção científica, Altered Carbon é uma ótima sugestão. Baseada na obra do influente autor inglês Richard K. Morgan, a série é ambientada em um futuro onde as consciências dos humanos podem ser transferidas de corpo para corpo. Dessa forma, quem tem dinheiro consegue viver para sempre, e a morte se tornou uma mera inconveniência. Altered Carbon apresenta uma reflexão interessante sobre o sentido e o limite das vidas humanas em meio a uma trama de ação desenfreada e reviravoltas chocantes. A série já foi renovada para a segunda temporada, que deve chegar em 2020.

Turismo Macabro

Imagem

Turismo Macabro é uma série documental que acompanha a tendência do turismo em lugares associados a mortes, desastres e crimes. Comandada pelo jornalista e documentarista David Farrier, a série leva o espectador para alguns dos lugares mais bizarros do mundo, além de explorar as razões para o aumento da procura por esse estilo de viagem. Com 8 episódios, Turismo Macabro viaja a lugares como Medellín, a terra natal de Pablo Escobar, Aokigahara, a famosa floresta japonesa dos suicídios e Los Angeles, na rota dos assassinatos da seita de Charles Manson.

O Espião

Imagem

Sacha Baron-Cohen é bem mais conhecido por seus papéis cômicos em filmes como Borat e Brüno, por isso sua performance dramática em O Espião é tão impressionante. A minissérie baseada em fatos reais conta a história de Eli Cohen, um espião do Mossad, o grupo de elite das forças especiais israelenses. Cohen ficou conhecido por seus atos de espionagem na Síria dos anos 60, onde se estabeleceu como uma figura de destaque e conseguiu a confiança de agentes importantes do governo e do exército do país.

Olhos que Condenam

Imagem

Criada por Ava DuVernay, a minissérie Olhos que Condenam acompanha a história dos "5 do Central Park", um grupo de jovens negros que foi processado e condenado pelo estupro e assassinato de uma jovem que corria no Central Park. A condenação dos jovens foi completamente injusta, e a série traz uma reflexão pesada e chocante do tratamento de pessoas negras pelo sistema jurídico americano. Extremamente elogiada por público e crítica, a série promete dominar a temporada de premiações nas categorias técnicas e de atuação.

Wild Wild Country

Imagem

Você com certeza já deve ter lido ou visto em algum lugar frases atribuídas ao filósofo oriental Osho. Wild Wild Country revela a verdadeira história de Osho, desconhecida pela maiorias das pessoas que compartilham seus ensinamentos. A série documental da Netflix foca em Bhaghwan Rajneesh, identidade original de Osho, um guru indiano que encantou americanos nos anos 70 com sua filosofia de capitalismo e sexualidade. Para estabelecer de vez a sua seita nos Estados Unidos, Osho e seus seguidores compraram um terreno no estado de Oregon e tentaram criar uma cidade reconhecida pelo governo. Os eventos reais contados na série são bizarros e chocantes, destacando-se as ações de Ma Anand Sheela, a segunda-em-comando do guru.

Santa Clarita Diet

Imagem

Santa Clarita Diet conta a história de uma corretora de imóveis da Califórnia que é infectada por um vírus ancestral e se torna uma zumbi canibal, sem perder o bom humor e a irreverência. Com performances excelentes de Drew Barrymore e Tymothy Olyphant, a série também conta um humor negro e bizarro que pode desagradar quem tem o estômago mais fraco. Infelizmente, Santa Clarita Diet foi cancelada após sua terceira temporada.

Inacreditável

Imagem

Lançada na Netflix na semana passada, Inacreditável traz uma reflexão importantíssima sobre a maneira que a sociedade e as forças policiais tratam vítimas de estupro e violência sexual. Ambientada em dois períodos de tempo diferentes, a série acompanha a luta de uma jovem que é induzida a retirar uma acusação de estupro após a investigação ineficiente, sexista e preconceituosa de dois policiais que duvidam do que aconteceu, e a ação de uma dupla de detetives, interpretada pelas brilhantes Toni Collette (Hereditário) e Merritt Wever (Godless), que investigam indícios que podem revelar a verdade. A série é um tapa na cara de todos que se perguntam por que vítimas de estupro tem medo de relatar o crime à polícia, já que a produção é baseada em fatos reais.

Fonte: Observatoriodocinema/Bol/Uol

Comentários

19 Set, 2019 - 19:01

971 Views

Comentários